Google+ Followers

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Diretor que seduzia aluna e agredia professor permanece no cargo pela SEDUC.

Diretor denunciado nos orgãos de controle do Estado por seduzir aluna e depois um professor permanece no cargo.

quinta-feira, 5 de maio de 2016

Marcada já a próxima audiencia entre os professores Alaércio e Liduína Rabelo

Marcado já a nova audiência com a professora Liduína Rabelo,com a mediação,no Escritório de Prática Jurídicas da Unifor.A mesma compareceu acompanhada com seu advogado,um jovem muito educado.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

CGE investiga gestor do Joaquim Alves

Agora, a CGE está investigando as ações do gestor da Escola de Ensino Fundamental e Médio Joaquim Alves, Paulo Marcelo da Silva Freire.Sedução de aluna, agressor de professor e viagem em tempo letivo ao Exterior,sem permissão do Estado.

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Em período letivo e de avaliações externas,diretor Paulo Marcelo estava nos Estados Unidos...

Em pleno período de avaliações externas e provas, diretor da EE EF  Joaquim Alves,Sr. Paulo Marcelo da Silva que me acusou no início do ano de desídia, estava "desiando, nos Estados Unidos da América. Voltou de Lós Angeles, e repetiu o feito da colega  readaptada da Sala de Multimeios,Ana Valéria Moraes que fora a Europa, e ainda postou no face foto em Los Angeles, como a colega em Paris.Ambos não registram faltas no livro de ponto.

quinta-feira, 12 de novembro de 2015

50 por cento de evasão de alunos no JA

Já se configura 5o por cento de evasão de alunos na EEFM Joaquim Alves.Uma prova cabal que a escola que fecha turmas e persegue professor não tem compromisso com educação.Poderá ser municipalizada.

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Diretor sedutor e agressor do JA permanece no cargo

Diretor sedutor de alunas e agressor  de Professor, sr.Paulo Marcelo da Silva Freire ,mesmo com várias denúncias comprovadas, na SEDUC e na CGE do estado do Ceará permanece no cargo,pondo o Governador Camilo Santana e o o secretário Mauricio Holanda,em uma situação vexatória.

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Denúncias anônimas partiram da Escola EFM Joaquim Alves.

Foram comprovadas pelo professor Alaércio flor que denuncias anônimas e improcedentes contra o professor Alaércio Flor partiram de pessoas da EEFM Joaquim Alves.Procedimentos foram encaminhados a CGE para as devidas providencias.Um dos suspeitos é o diretor do JA,Paulo Marcelo que será investigado pelos orgãos de controle social .